MCnur: O segredo são as pessoas

14 março 2018

A par da qualidade dos produtos e serviços, a equipa da MCnur é a peça central desta empresa especializada em componentes novos, usados e reconstruídos.

MCnur, o segredo são as pessoas
Daniel Costa, responsável do projecto de Espanha
MCnur
MCnur
Pedro Mascarenhas, responsável pelas garantias
Paulo Mascarenhas, CEO MCnur

MCnur, o segredo são as pessoas

No mundo dos negócios tudo gira à volta das vendas, a condicionante para que uma empresa seja bem sucedia ou não. Mas o papel das pessoas que as realizam é fundamental e é por isso que Paulo Mascarenhas, CEO da MCnur, e Rodrigo Castro, CFO da MCnur consideram que “isto é um negócio de motores, mas é também um negócio de pessoas e quanto mais nos ligamos a elas, melhores resultados se tem. Esse é o segredo”. Esta é então a peça central que permitiu que a empresa, criada há apenas três anos, tenha passado de uma “sala pequena para umas instalações com 1300m2”, localizadas em Trajouce, São Domingos de Rana, havendo ainda uma delegação no Porto. Com um equipa “jovem, dinâmica e proactiva”, Paulo Mascarenhas tem consciência de que “é importante mantê-los [aos 13 funcionários] motivados” e não poupa esforços para o fazer.

Paulo Mascarenhas, CEO MCnur

 

A empresa, especializada na venda de motores e caixas de velocidade novas, reconstruídas e usadas, tem registado um crescimento contínuo, assumindo já “representações dos melhores fabricantes da Europa. Em Portugal, as maiores cadeias de oficinas também já são nossas clientes”, afirma, orgulhoso, o CEO. A internacionalização é também uma prova de sucesso, com delegações em Angola e Espanha e muita vontade de crescer e inovar. Desde há cerca de três meses, a MCnur «aventurou-se» também na área dos pesados. Porque é a procura que, muitas vezes, cria a oferta, “começou a haver muitos pedidos e, como trabalhamos com uma fábrica que também tem produtos para pesados, apresentámos um preço ao cliente e fizemos uma venda. Houve outro pedido e mais uma venda. Percebemos que é uma área muito interessante e decidimos vender também motores e caixas para pesados”, explica Paulo Mascarenhas. Sempre com dados exactos sobre a actividade da empresa, graças a uma plataforma que criou e que permite gerir todo o tipo de informações, o responsável diz prontamente, sobre os pesados, que “a nossa taxa de aprovação anda nos 90%, o que quer dizer que em dez propostas que fazemos, nove convertem-se em vendas. Isso é maravilhoso”. A trabalhar há apenas um trimestre nesta área, “já representa entre 4 a 5% do total de vendas”, acrescenta.

 

MCnur

Nos pesados, a MCnur tem também produtos novos, usados e reconstruídos, sendo que nos novos, como “somos representantes em Portugal da IVECO, temos toda a gama nova deles”. Mas o centro da actividade da empresa passa pelo produto reconstruído, “que tem de estar de acordo com os parâmetros de reconstrução estabelecidos pelo fabricante”.

No trabalho no sector dos ligeiros, comerciais ligeiros e pesados, há dois aspectos que Paulo Mascarenhas destaca para que as vendas continuem a crescer: “as garantias e o serviço. Neste momento, cobrimos Portugal inteiro. Se eu vender um motor pesado para o Porto e o cliente tiver um problema, em 24h eu tenho lá um equipa técnica, para ver o que é que se passa. Isto é um serviço que ninguém tem a nível nacional”.

MCnur

As garantias, de dois anos nos ligeiros e de um nos motores novos de pesados, são um dos pontos fortes da MCnur, com Pedro Mascarenhas, irmão de Paulo Mascarenhas e responsável pela parte técnica da empresa, a explicar que, “quando é accionada a garantia é porque há um problema e, por isso, temos que dar uma resposta rápida, verificar com a oficina qual é o problema da viatura e tentar resolver o mais rapidamente possível.”

Pedro Mascarenhas, responsável pelas garantias

Nesta empresa é notória a vontade de fazer bem feito, com os comerciais a terem bem incutidos os valores que orientam a MCnur. “Quem nos liga é um cliente interessado e à procura de algo específico. A nossa missão é satisfazê-lo não só ao nível do preço, mas também em termos de garantias, do produto que oferecemos, para que o resultado seja sempre positivo”, afirma o comercial Paulo Silva.

A satisfação do cliente é o que rege o trabalho de toda a equipa desta empresa, que acompanha a evolução dos tempos, com especial atenção para a comunicação nas redes sociais, de forma a levar o nome da MCnur cada vez mais longe.

Equipa da MCnur

 

Nova parceria em Espanha

Uma das mais recentes novidades é a parceria com o grupo Turbo Next, que passa a ser o representante da MCnur no país vizinho, tendo sob sua responsabilidade a venda dos produtos da empresa portuguesa.

Com uma delegação em Granada, Paulo Mascarenhas garante que “o objectivo é estabelecer e ganhar mercado em Espanha” o que, de acordo com Daniel Costa, responsável desse projecto, “é difícil, mas quando o cliente espanhol recebe um produto nosso, temos a porta aberta para mais vendas e laços comerciais, porque de facto o nosso produto faz a diferença”. A actividade em Espanha também ficou mais facilitada a partir do momento em que a MCnur contratou “uma pessoa ligada à área da prospecção que tem o espanhol como língua materna, o que torna os clientes mais receptivos”.

Daniel Costa, responsável do projecto de Espanha

Quando a buzina toca...

É bom sinal. Sempre que de uma chamada do call center das instalações em Trajouce resulta uma venda, soa o «alarme», para que todos saibam.

A partilha do sucesso é apenas um dos muitos «truques» de Paulo Mascarenhas para manter os funcionários motivados.

A mesa de matraquilhos presente no armazém é também uma forma de promover a descontracção no local de trabalho e ocupar as horas de almoço.

O CEO da empresa garante que, para ele, “é importante que os funcionários sintam que fazem parte do projecto e é por isso que, sempre que batemos um recorde de vendas, vamos jantar fora e combinamos uma actividade”.

MCnur

  *Texto publicado originalmente na edição 102 da Revista Eurotransporte


Autor:
Tags
Revista
Assinaturas
Faça uma assinatura da revista EUROTRANSPORTE. Não perca nenhuma edição, e receba-a comodamente na usa casa ou no seu emprego.