Bibendum, o boneco da MICHELIN, faz 120 anos

11 julho 2018
4min.

120 anos? A sério? Já por aqui anda 120 há anos? Quem? O boneco Michelin, claro! Nascido em 1898, este ano, o Bibendum (o seu verdadeiro nome) celebra o 120º aniversário.

Bibendum_
Bibendum_01
Bibendum_03

Bibendum_

Imaginado pelos irmãos Michelin e o caricaturista "O'Galop", e desenhado com base numa pilha de pneus, o boneco Michelin acompanhou geração atrás de geração de viajantes de todo o mundo. Façamos uma retrospetiva para recuperar uma história de sucesso que abarca mais de cem anos…

A inimitável silhueta do boneco Michelin foi feita com uma pilha de pneus, o que é perfeitamente normal para um herói da indústria automóvel! A sua identidade nasceu da imaginação de André e Edouard Michelin, e tornou-se realidade através dos pincéis do artista Marius Rossillon, conhecido pelo seu nome artístico "O´Galop". Em 1898, o boneco Michelin foi a estrela de um surpreendente póster intitulado "Nunc est Bibendum", alusão a um poema de Horácio e que significa: "Agora, é o momento de beber". Seguidamente, apareceu em tamanho real no stand da Michelin na primeira edição do Salão Automóvel de Paris.

 Bibendum_03

Cada uma das suas aparições públicas gerou uma imediata expetativa, e rapidamente se estabeleceu uma certa amizade com os seus admiradores. Um golpe de génio publicitário, que marcou presença em todos e cada um dos recursos publicitários da marca, ilustrando e explicando a informação técnica associada ao uso correto dos pneumáticos. É o génio da mobilidade, que aconselha e guia.

De O´Galop ao Estúdio de Design da Michelin: o nascimento de uma lenda

O´Galop foi o primeiro a dar vida ao boneco da Michelin, mas outros grandes nomes da publicidade e da arte dos pósteres também contribuíram para a sua fama. Graças a eles, rapidamente adquiriu uma personalidade humana: Hautot, Grand Aigle, Riz, Cousyn e René Vincent são apenas alguns dos artistas dessa época que ilustraram as suas brincadeiras e lhe conferiram um caráter expressivo. Nessa altura, cada artista representava a sua própria ideia e estilo, desenvolvendo o desenho e a forma de modo a coincidir com a sua inspiração.

Mas, para torna-lo mais fácil de reconhecer, a Michelin rapidamente uniformizou a sua representação. O que se tornou ainda simples quando a Michelin França contratou os seus próprios artistas a tempo inteiro para o seu Estúdio de Design na década de 1920. Então, com um número definido de pneus para o seu corpo, e linhas de estilo claras, pouco a pouco, o boneco Michelin tornou-se num ícone universal. Sorridente, amável, protetor, travesso, o Bibendum é hoje conhecido e reconhecido em todo o mundo.

Um personagem universal
A sua carreira internacional começou muito cedo, viajando por todo o mundo, juntamente com as equipas de vendas, para conhecer novos clientes e forjar a reputação da marca. Nenhum continente escapou aos seus encantos, tendo conquistado uma fama ao nível planetário desde a década de 1920. A sua popularidade aumentou com o passar dos anos, atestada pelo derradeiro tributo em 2000: o boneco Michelin foi votado como o melhor ícone de marca de todos os tempos, por um júri de profissionais para o Financial Times. No mesmo ano, surgiu com um design de alta tecnologia em 3D, o que confirmou a sua predileção pela inovação e pela tecnologia.

A sua história nunca parou, como também o não fizeram os desenvolvimentos do seu desenho. Por isso, mudou de novo em 2017, para manter-se em linha com a sua eterna visão moderna.

PR

Bibendum_01


Tags
Revista
Assinaturas
Faça uma assinatura da revista EUROTRANSPORTE. Não perca nenhuma edição, e receba-a comodamente na usa casa ou no seu emprego.