Serviço de Shuttles da Chariot Chega à Europa

1 fevereiro 2018
6min.

Na sequência da entrada em diversos mercados dos EUA, a Chariot irá agora lançar em Londres o seu serviço de shuttles diários para os viajantes locais, facilitando as deslocações pela cidade.

Chariot Routes London
Chariot
Chariot

Chariot Routes London

Projectado para os moradores que vivem em áreas urbanas onde há uma menor oferta ou acessibilidade a transportes públicos, a Chariot permite aos passageiros completar os primeiros e últimos quilómetros das suas viagens de uma forma mais rápida e confortável, conectando-os com os hubs de autocarros e estações de metro existentes nas proximidades.

O serviço da Chariot em Londres arrancou esta semana baseando-se em quatro rotas, desenhadas para complementar o actual sistema de transportes públicos da cidade.

“Por mais bem servida de transportes públicos que seja a cidade de Londres, as ligações diárias podem ainda ser um pouco desafiantes para alguns utilizadores. A Chariot apresenta-se como uma forma de transporte fiável, segura e acessível para os seus moradores”, comentou Sarah Jayne Williams, Directora da área Ford Smart Mobility, na Europa. Foram desenhadas quatro rotas em Londres, como resultado de uma análise detalhada das áreas urbanas, para permitir a ligação dos viajantes que vivam em áreas densamente povoadas com as redes de transportes existentes. Essas rotas irão ajudar a preencher as lacunas de transporte entre os vários bairros de rápido crescimento e os seis polos de transporte de Londres – Clapham Junction, North Greenwich, Abbey Wood, Kennington, Vauxhall e Battersea Park – ao mesmo tempo que também irão ajudar os viajantes a completar as suas viagens via Victoria Line, Northern Line, London Overground, National Rail, bem como na conexão com os serviços Thames River Boat Services e a Emirates Cable Car.

A partir de agora e até 14 de Fevereiro, os passageiros poderão usar o serviço gratuitamente, na base de “primeiro a chegar, primeiro a ser servido”, inserindo um código de voucher HELLOLDN na altura do pagamento. A partir daí, com um passe mensal, o custo das viagens de trajecto simples é de £ 1,60, com passeios simples do tipo “pay-as-you-go” de £ 2,40.

As 4 rotas são as seguintes:

• Battersea Bullet - irá servir o recentemente inaugurado bairro de Battersea Power Station e a área de Nine Elms, ainda em vias de estar totalmente ligada às redes de transporte principais – fazendo a ligação a Victoria Line, em Vauxhall, e à Northern Line, em Kennington;

• A Wandsworth Wanderer - irá ligar os moradores das novas zonas em desenvolvimento, como o complexo Riverside Quarter, em Wandsworth, com Clapham Junction, permitindo-lhes a transferência para os serviços da National Rail, London Overground e Gatwick Express;

• A Nuxley Navigator ligará as áreas residenciais cada vez mais populadas de Belvedere e Nuxley Village à estação de Abbey Wood e os serviços da National Rail à London Bridge, bem como à futura Elizabeth Line;

• A Shooters Hill Shot irá conectar as áreas residenciais de Royal Borough de Greenwich à North Greenwich Underground Station para facilitar os acessos a oeste, a Canary Wharf e ao centro de Londres, e a leste, a ExCeL e ao City Airport, bem como às principais atracções nas proximidades, como o O2.

Irão operar até seis shuttles por hora em horários de pico, recorrendo a 14 eficientes mini-autocarros. Com 14 lugares cada, o serviço de transporte de passageiros poderá usar os corredores “Bus” londrinos, oferecendo acesso Wi-Fi, ar condicionado e compartimentos de bagagem acima das cabeças para mochilas e malas de computadores portáteis. Algumas das viaturas selecionadas terão acesso a cadeiras de rodas e os condutores profissionais serão treinados para poder assistir passageiros com necessidades especiais.

O serviço da Chariot está acessível através de uma app para smartphones, permitindo aos utilizadores pesquisar uma rota nas imediações e a zona com hub de transporte mais próxima. A app, que garante um serviço dedicado de apoio ao cliente, irá localizar o ponto de recolha mais próximo. Os passageiros podem ainda reservar um lugar e acompanhar em tempo real a evolução do transporte, que opera de Segunda a Sexta-Feira, durante as horas de ponta.

Para além de um serviço de transporte, a Chariot está a explorar serviços profissionais e de charter em Londres, tendo também sido certificada como “Living Wage Employer” pela The Living Wage Foundation. O compromisso voluntário permitirá ver todos os que trabalham na Chariot em Londres, independentemente de serem empregados directos ou funcionários contratados via terceiros, receber um salário mínimo de £ 10,20 por hora, valor significativamente acima do mínimo legal em vigor.

Londres é a sexta cidade a ser servida pela Chariot, entidade que opera nos EUA nas cidades de San Francisco, Nova Iorque, Seattle, Columbus e Austin. O serviço de partilha de viagens tem potencial para ser uma parte das medidas destinadas a combater os congestionamentos e problemas de qualidade do ar, bem como preencher as actuais lacunas nos sistemas de transporte, completando as opções dos viajantes rumo aos seus destinos. No total, a empresa opera 108 rotas diárias, planeando expandir-se para outras cidades, nos EUA e internacionalmente.

“As cidades de todo o mundo lidam com crescentes questões de congestionamento e ambientais”, refere Marcy Klevorn, Presidente, Ford Mobility. “A Ford está a ajudar a aliviar estes desafios, através do desenvolvimento de soluções de mobilidade – tais como a Chariot –que estão cada vez mais sintonizadas com os desafios únicos que os passageiros enfrentam em diferentes locais, abordando as lacunas nos sistemas de transporte, permitindo-lhes completar as suas viagens, com novos complementos no início ou final das mesmas”.

PR


Tags
Revista
Assinaturas
Faça uma assinatura da revista EUROTRANSPORTE. Não perca nenhuma edição, e receba-a comodamente na usa casa ou no seu emprego.